ADORÁVEL PROFESSOR

Publicado por admin em seg, 04/15/2019 - 11:18
Michael Kamen morreu fazendo aquilo que mais gostava, compondo. Se estivesse vivo, Michael Kamen estaria completando neste dia 15 de abril, 71 anos. Ele se foi, mas a sua música ficou marcada através das imagens de todos esses filmes referidos e que se constituíram na essência do  trabalho desse ADORÁVEL PROFESSOR.

Ele durante sua juventude pode ter sido um DON JUAN DE MARCO, pois esteve ao lado de ídolos do grande público como David Bowie, Pink Floyd, Eric Clapton e tantos outros. Nunca esteve no BRAZIL, de quem deve ter ouvido falar. O sucesso não tardou até pelo fato dele ser uma espécie de THE NEXT MAN. Se teve muitas mulheres em sua vida ? Bem, este é um assunto particular, mas devia entender bem dessa matéria, pois conheceu até MONA LISA. Durante sua vida acabou formando um grande CIRCLE OF FRIENDS. Nunca esteve SOB SUSPEITA, caso tenha recebido algum convite de Charlton Heston para integrar aquela entidade voltada para o rifle, com certeza deve ter-se saído com bom humor alegando que não tinha PERMISSÃO PARA MATAR. Como um bom HOMEBOY, sempre visitava Nova Iorque onde nasceu e se formou na conceituada JULLIARD SCHOOL. Não sei se é verdade, mas parece que ele tinha um tio que se parecia muito com o personagem principal de AS AVENTURAS DO BARÃO DE MUNCHAUSEN, aliás, parece que todo mundo tem um tio parecido com o John Neville. Quando resolveu se casar, ao que tudo indica deve ter povoado o seu pensamento SOMEONE TO WATCH OVER ME. Gostava de animais, principalmente de cachorro, seria capaz de contar até 101 DALMATAS. Aquele seu corpanzil nos fazia lembrar de quem? Ah, isso mesmo THE IRON GIANT. Quando foi acometido pela esclerose múltipla passou a resistir titanicamente numa espécie de HIGHLANDER, O GUERREIRO IMORTAL. Essa terrível doença passa uma sensação de THE DEATH ZONE, mas sua superação indicava claramente que a situação não representava NADA ALEM DE PROBLEMAS. Tanto assim que em setembro ultimo acabou assumindo publicamente que tinha a doença. Mas ele continuava acompanhado pelo  BUSINESS COMPANY. Ele era daquelas pessoas capazes de ver UM CLARÃO NA ESCURIDÃO, ou seja, iluminada, principalmente pela inspiração que o transformou num versátil e criativo compositor. Bem, encarando o desafio da doença estava mais do que claro que ele era DURO DE MATAR. Tinha um coração de ouro, tanto assim que fundou a HOLLAND OPUS, uma fundação sem fins lucrativos, cujo objetivo era abrir perspectivas para que pessoas de talento, carentes, pudessem estudar música. Não que ele tivesse se inspirado em ROBIN HOOD, O PRINCIPE DOS LADRÕES, mas para essa fundação muitos milionários se dispuseram a colaborar. Esse mesmo coração de ouro que nunca esteve aos cuidados de nenhum THE HEART SURGEON, acabou atravessando no ritmo e a sensação de quem sempre admirou seu trabalho é de que tinha partido nosso O ULTIMO GRANDE HEROI. O cinema se privava da sua genialidade, do seu talento e estilo inconfundível no qual procurava sempre homenagear grandes expoentes da música erudita como Beethoven, Bach, Mozart e tantos outros. Quando da sua morte, isso poderia parecer mais uma trama de MATADOR DE ALUGUEL, mas muitos fãs preferiam acreditar que ele pudesse se sair como o Mel Gibson em MAQUINA MORTIFERA e burlar a própria morte, mas nada disso. Michael Kamen morreu fazendo aquilo que mais gostava, compondo. Se estivesse vivo, Michael Kamen estaria completando neste dia 15 de abril, 71 anos. Ele se foi, mas a sua música ficou marcada através das imagens de todos esses filmes referidos e que se constituíram na essência do  trabalho desse ADORÁVEL PROFESSOR.