MORRICONE E O TWIST

Publicado por admin em sex, 11/02/2018 - 08:57
Mas o que importa nem é a questão do enredo e da produção cinematográfica, mas sim da oportunidade que Morricone teve, por ocasião da febre do twist de contemplar na sua trilha sonora uma música que pudesse se moldar nas cenas do filme.

No início da década de sessenta o cantor Chubby Checker era considerado um grande fenômeno musical da dança e responsável pelo lançamento do twist, que era o ritmo que embalava as festinhas particulares e públicas. Mas o twist que não era um gênero musical, mas sim um estilo de dança acabou se transformando  numa verdadeira febre. O compositor Ennio Morricone em 1964 foi convidado pelo cineasta Paolo Cavara para compor a trilha sonora do documentário MALAMONDO, uma espécie de mal do mundo. Cavara depois do sucesso do seu documentário MUNDO CÃO, quis em MALAMONDO abordar situações estranhas e escatológicas indo desde grupos esquiando nús na Suíça, como fazendo sexo em cemitério. Mas o que importa nem é a questão do enredo e da produção cinematográfica, mas sim da oportunidade que Morricone teve, por ocasião da febre do twist de contemplar na sua trilha sonora uma música que pudesse se moldar nas cenas do filme. Assim sendo ele produziu a faixa batizada por “Twist Delle Zitelle” (twist dos solteirões), até pelo fato de que era essa dança que de repente um casal dançando separado, apenas pisando e virando os pés no chão de repente poderiam terminar juntos.