ANIVERSÁRIO DE ROBERT DE NIRO

Publicado por admin em qui, 08/16/2018 - 21:45
Numa carreira que teve início em 1965, são mais de 100 filmes em que Robert De Niro atuou interpretando os mais desafiadores papeis. O seu talento permitiu que ele arrebatasse 2 Oscars, respectivamente pelos filmes O PODEROSO CHEFÃO (1975) como ator coadjuvante e ainda como ator principal em O TOURO INDOMÁVEL (1981), rendendo ainda mais 55 prêmios.

Robert De Niro está aniversariando neste dia 17 de agosto, ele que nasceu no ano de 1943, na cidade de Nova Iorque.  Depois de estudar num colégio de padres, De Niro decidiu que gostaria de interpretar, para isso se esforçou e estudou arte dramática no Conservatório de Stella Adler. Depois de vários papeis sem grande expressão a partir de 1968 no cinema, foi através de Martin Scorsese que seu talento acabou sendo reconhecido, por ocasião do filme CAMINHOS PERIGOSOS, bem a partir desse instante, começava a pavimentação por um caminho que o levaria a papeis de relevo, como em 1974, na pele de Vito Corleone em O PODEROSO CHEFÃO 2, que valeu-lhe o primeiro Oscar, de ator coadjuvante. Mas foi pelas mãos do próprio Scorsese que ele seria reconhecido pela versatilidade e talento ao interpretar um motorista de táxi esquizo em TAXI DRIVER. Um dos papeis mais desafiadores para a carreira de De Niro foi de ter interpretado o boxeador Jake La Motta em O TOURO INDOMÁVEL, para este papel ele teve que engordar mais de 20 quilos. 

Numa carreira que teve início em 1965, são mais de 100 filmes em que Robert De Niro atuou interpretando os mais desafiadores papeis. O seu talento permitiu que ele arrebatasse 2 Oscars, respectivamente pelos filmes O PODEROSO CHEFÃO (1975) como ator coadjuvante e ainda como ator principal em O TOURO INDOMÁVEL (1981), rendendo ainda mais 55 prêmios. Em mais de uma centena de trabalhos, o suporte de belíssimas trilhas sonoras contribuiu para reforçar o impacto das suas interpretações. Os exemplos musicais que podemos destacar de brilhantes compositores : Bernard Herrmann (Taxi Driver),Stanley Myers ( O Franco Atirador), Ennio Morricone ( Era Uma Vez na América, A Missãoe Os Intocáveis), John Williams ( Stanley & Iris ) George Fenton ( Não Somos Anjos), Hans Zimmer ( Cortina de Fogo),Elliot Goldenthal ( Fogo Contra Fogo), Patrick Doyle ( Frankenstein), Howard Shore ( A Cartada Final) e muitos outros. Inegavelmente se tivéssemos que escolher a melhor de todas, nem haveria sombra de dúvidas em apontar o trabalho de Ennio Morricone para o filme de Sergio Leone ERA UMA VEZ NA AMÉRICA. Para que se tenha uma ideia, como a trilha ficou pronta antes do filme, Leone fazia com que os atores principais ouvissem a música, com objetivo de permitir que eles vestissem melhor os seus personagens.