EXODUS (1960)

Publicado por admin em seg, 10/02/2017 - 14:38
Trilha sonora do filme Exodus composta por Ernest Gold.

O filme EXODUS, dirigido por Otto Prteminger adaptado do livro de Leon Uris, mostra a trajetória de um homem, Ari Canaan, o qual é movido pelo ímpeto de libertar trezentos judeus de um campo de concentração no Chipre. O objetivo final está na independência do Estado de Israel. O papel principal foi protagonizado por Paul Newman, no elenco Eva Marie Saint, Peter Lawford e Lee J. Cobb. Esta foi a primeira vez que o compositor Ernest Gold trabalhou com o cineasta Otto Preminger, que costumava diversificar os compositores encarregados das trilhas sonoras de seus filmes. O tema principal de EXODUS fez muito sucesso, principalmente nas emissoras de rádio, as quais usavam a música como prefixo de programas, mais tarde, no final dos anos de 1960, os programas religiosos também passaram a usar a música, notadamente pelo caráter apoteótico da melodia criada por Ernest Gold.

 Já na apresentação dos créditos iniciais, a música de Ernest Gold oferece ao filme um status de épico. A passagem dos créditos para as imagens iniciais confirmam a expectativa com cenas da ilha de Chipre, famosa pela beleza e trágica pela história. O fundo musical do narrador é uma música suave e expressiva.

O cineasta Otto Preminger procurou priorizar os efeitos sonoros, reservando a música para os momentos em que era rigorosamente indispensável.

Na cena da praia, a música aparece e se retira quase sem se fazer sentir, já que é embalada pelos movimentos da pequena Karen correndo pela areia escaldante.

Nas cenas da base militar dos ingleses, Gold contempla com uma pujante marcha militar ao melhor estilo John Philip Souza.

Um instante de grande encantamento entre a fotografia e música, é quando Ari e Kitty estão no monte Tabor, contemplando o vale Jezreel, a música de Gold reforça a beleza das cenas.

Profunda emoção no sepultamento de Taha e Karen, quando então Ari afirma: “virá um dia em que árabes e judeus compartilharão na vida esta terra que compartilharam na morte”. Neste momento, há o afastamento da câmera, a frota de caminhões se coloca em movimento irrompendo o pujante tema de Ernest Gold, promovendo um fechamento maravilhoso a essa produção.

O compositor Ernest Gold, numa trajetória de 31 anos dedicados à música no cinema, compôs 81 trilhas entre produções feitas para o cinema e televisão. Dentre seus trabalhos mais importantes, além de EXODUS, podemos destacar as músicas para os filmes A HORA FINAL, O JULGAMENTO DE NUREMBERG, DEU A LOUCA NO MUNDO, O SEGREDO DE SANTA VITÓRIA, CRUZ DE FERRO e A NAU DOS INSENSATOS.

Ernest Gold compositor vienense nascido em Viena no dia 13 de Julho de 1921, entrando para o cinema, em meados da década de 1940. Foi indicado quatro vezes ao Óscar em reconhecimento ao seu trabalho, levando a estatueta por EXODUS, que também lhe valeu o Grammy. Conquistou um Globo de Ouro pela trilha sonora do filme de 1959, A HORA FINAL. Sua trilha sonora para o filme JULGAMENTO EM NUREMBERG imprimiu um toque mais real a própria história narrada no filme que premiou com o Óscar a Maximilian Schell.

O compositor Ernest Gold faleceu em Santa Mônica, Califôrnia, no dia 17 de março de 1999, aos 77 anos. Ernest Gold tem uma estrela na calçada da fama de Hollywood e um lugar cativo no coração de todos aqueles que souberam reconhecer o valor da sua música.