AS INJUSTIÇAS DO OSCAR NA MÚSICA -PARTE 4.

Publicado por admin em ter, 02/20/2018 - 07:50
Restaram algumas criticas quanto a escolha da trilha vencedora A CANÇÃO BERNARDETTE, bem como até mesmo quanto a música composta por Max Steiner para CASABLANCA, notadamente pelo improviso feito em cima do hino francês, principalmente na cena final do filme. De qualquer maneira, também transpareceu que a Academia não quis repetir em dois anos seguidos, um Oscar para Max Steiner que em 1943 tinha levado a estatueta pela trilha sonora de A PASSAGEIRA.

Em 1944 o ganhador da festa do Oscar foi o filme CASABLANCA do diretor Michael Curtiz que arrebatou 3 estatuetas, de melhor filme, direção e roteiro. A trilha sonora composta por Max Steiner foi indicada, mas perdeu para Alfred Newman e a música do filme A CANÇÃO BERNARDETTE. Mas a grande lembrança em termos musicais do filme CASABLANCA, indiscutivelmente ficou por conta da canção “As Time Goes By” interpretada por Doolley Wilson, aparecendo como o pianista no filme. Esta música acabou se transformando numa espécie de prefixo musical do romantismo. Bem mais tarde, o cineasta Woody Allen por ocasião do seu filme SONHOS DE UM SEDUTOR, repete a antológica cena.

Mas indiscutivelmente, num ano em que os demais concorrentes não representavam nenhum tipo de ameaça, a disputa ficou mesmo entre Alfred Newman e Max Steiner, os dois maiores expoentes no campo das trilhas sonoras do cinema nessa competição. Restaram algumas criticas quanto a escolha da trilha vencedora A CANÇÃO BERNARDETTE, bem como até mesmo quanto a música composta por Max Steiner para CASABLANCA, notadamente pelo improviso feito em cima do hino francês, principalmente na cena final do filme. De qualquer maneira, também transpareceu que a Academia não quis repetir em dois anos seguidos, um Oscar para Max Steiner que em 1943 tinha levado a estatueta pela trilha sonora de A PASSAGEIRA.

Nos arquivos de áudio as trilhas sonoras de A Canção de Bernadette composta por Alfred Newman que ficou com o Oscar e a perdedora do filme Casablanca composta por Max Steiner.