RASTROS DE UM SEQUESTRO

Publicado por admin em dom, 09/13/2020 - 11:34
O cineasta Hang-jun Jang em RASTROS DE UM SEQUESTRO mergulhou na psicologia para construir esse roteiro baseado numa relato de um amigo, capaz de render um eletrizante thriller psicológico.

Esta é uma produção sul-coreana de 2017, terceiro longa metragem do cineasta Hang-jun Jang. O filme começa com o personagem Jin interpretado por Ha Neul Kang, despertando ao lado da mãe no carro e chegando na nova residência da família. O curioso é que Jin tinha lembranças de um passado longínquo daquela casa. A partir daquele instante uma série de desdobramentos estranhos acontecerão envolvendo a família Seok, mas o alvo é sempre Jin, sempre desacreditado das suas impressões pelos pais, mas sobretudo pelo irmão mais velho Yoo. Na realidade o personagem Jin parece que tem aprisionado na sua mente uma série de fantasmas do passado e que insistem em frequentar o presente. Como Jin toma medicamentos fortes para evitar crises de alucinações, então a cada momento em que ele descobre algo que não combina com a realidade, seria mais fácil atribuir tudo ao fato dele ter esquecido de tomar o seu remédio. A situação se torna mais complicada  a partir do momento em que Jin testemunha o sequestro do seu irmão mais velho Yoo. O sequestro termina depois de dezenove dias, mas Jin percebe que aquele não parece ser o seu irmão Yoo, que adota um comportamento profundamente estranho e suspeito. Afinal, que mistério estaria no interior daquele quarto, cuja porta está trancada, mas que o interior parece produzir barulhos estranhos. Seria mera imaginação de Jin, ou haveria alguma ligação com o que aconteceu há dez anos atrás com o antigo proprietário da casa que para receber um seguro, teria mandado matar a mulher e os dois filhos? O cineasta Hang-jun Jang em RASTROS DE UM SEQUESTRO mergulhou na psicologia para construir esse roteiro baseado numa relato de um amigo, capaz de render um eletrizante thriller psicológico.