UM VIOLÃO BRASILEIRO NA TRILHA

Publicado por admin em sab, 01/12/2019 - 09:51
No filme OS IMPERDOÁVEIS, protagonizado e dirigido por Clint Eastwood,  este também compôs o “Tema de Claudia”. Na realidade a trilha sonora foi composta por Lennie Niehaus que acompanhou desde a década de setenta, a trajetória de Clint Eastwood, assinando boa parte das trilhas de seus filmes.

No filme OS IMPERDOÁVEIS, protagonizado e dirigido por Clint Eastwood,  este também compôs o “Tema de Claudia”. Na realidade a trilha sonora foi composta por Lennie Niehaus que acompanhou desde a década de setenta, a trajetória de Clint Eastwood, assinando boa parte das trilhas de seus filmes. Niehaus desde o final dos anos sessenta trabalhou ao lado do compositor Jerry Fielding, que também foi parceiro de Eastwood em três de seus filmes. Em 1969 por ocasião do filme MEU ÓDIO SERÁ TUA HERANÇA de Sam Peckinpah, a trilha foi confiada ao compositor Jerry Fielding que formou uma orquestra de grandes talentos, dentre os quais um brasileiro, para que este fizesse o solo de violão. Foi nessa oportunidade que Niehaus ficou conhecendo o brasileiro Laurindo Almeida que por muito tempo foi considerado um dos maiores violonistas do mundo. Em 1992 quando Lennie Niehaus foi convocado para compor a trilha sonora de OS IMPERDOÁVEIS, o próprio Clint Eastwood resolveu compor uma das músicas que foi justamente o “Tema de Claudia” que virou o tema título do filme. A música foi concebida para o piano, mas foi Niehaus quem sugeriu que Clint utilizasse um solo de violão e que daria um ar diferenciado para a música. Nessa oportunidade é que surgiu a lembrança para que o brasileiro Laurindo Almeida fizesse o solo de violão. Portanto, o solo de violão que emerge na trilha de OS IMPERDOÁVEIS é do brasileiro Laurindo Almeida.