AS MÚSICAS NOS FILMES DE ALAIN CORNEAU

Publicado por admin em ter, 08/07/2018 - 10:10
O cineasta francês Alain Corneau nasceu no dia 07 de agosto de 1943 e faleceu vítima de câncer aos 67 anos no dia 30 de agosto de 2010. A sua formação musical permitiu que as trilhas sonoras de seus filmes tivessem um papel importante para a narrativa cinematográfica.

O cineasta francês Alain Corneau nasceu no dia 07 de agosto de 1943 e faleceu vítima de câncer aos 67 anos no dia 30 de agosto de 2010. A sua formação musical permitiu que as trilhas sonoras de seus filmes tivessem um papel importante para a narrativa cinematográfica. Corneau foi assistente de direção de Costa Gavras  e nessa oportunidade  conheceu o ator Yves Montand, astro de primeira grandeza do cinema francês, que teve participação expressiva em pelo menos dois de seus  filmes. Como inspetor de polícia em CALIBRE PYTHON 357, que tem uma trilha marcante de Georges Delerue e ainda em A ESCOLHA DAS ARMAS, onde Montand faz o papel de um ladrão aposentado, com a música confiada ao competente Philippe Sarde. Mas o filme em que a música ganhou espaço de relevo na história contada na tela foi em 1991 com TODAS AS MANHÃS DO MUNDO. Gerard Depardieu faz o papel de um músico da corte de Luiz XIV, que foi introduzido no mundo da música por Saint Colombe, que era reconhecido como o grande mestre do instrumento chamado viola de gamba, instrumento marcante do renascentismo. O especialista nesse instrumento é conhecido como gambista e já na época quem angariava grande respeito como tal, era o espanhol Jordi Savall. O músico foi contratado por Corneau para organizar a trilha sonora e claro executar as peças compostas por Sainte Colombe e Marin Marais. O filme tem pouco diálogo, justamente pelo fato de que o espaço maior fica reservado para a música. A trilha sonora organizada e dirigida por Jordi Savall, contou ainda com a participação de músicos importantes como Fábio Biondi, Christophe Coin, Montserrat Figueras, Maria Cristina Kiehr, Rolf Lislevand, Pierre e Jerome Hantai.

Em 1984 Corneau produziu e dirigiu o filme considerado na época o mais caro até então na França que foi FORT SAGANNE. No elenco Gerard Depardieu, Catherine Deneuve e Philippe Noiret. A trilha sonora foi composta por Philippe Sarde e tem uma cena rigorosamente surrealista, quando então um soldado montando num camelo toca violoncelo.  Não por acaso, certa vez numa entrevista o cineasta Alain Corneau soltou essa frase: “Seja livre, veja os filmes franceses sem pensar duas vezes, você fara descobertas muito bonitas!”