PARCERIA STEVEN SPIELBERG E JOHN WILLIAMS.

Publicado por admin em sab, 12/02/2017 - 13:47
Steven Spielberg e John Williams celebram 43 anos de parceria cinematográfica.

Abrimos a série de parcerias entre diretores e compositores falando sobre Federico Fellini e Nino Rota. Hoje estamos trazendo a parceria mais longeva do cinema da atualidade que envolve o diretor Steven Spielberg e o compositor John Williams. John Williams já completou a 35 trilhas para produções dirigidas por Steven Spielberg, sempre de forma muito apurada. A colaboração entre ambos começou em 1974 com LOUCA ESCAPADA, coincidentemente o primeiro longa de Steven Spielberg. Conta o cineasta que ele havia sido escolhido pela Universal para dirigir Louca Escapada, tendo contratado Goldie Hawn para o papel da protagonista principal do filme, o qual se baseava numa história verdadeira ocorrida no sudoeste do Texas. Spielberg  desejava uma trilha sonora, meio parecida com o que ouvira na trilha de OS COWBOYS, de autoria de John Williams. Quando o compositor John Williams foi contratado e aceitou trabalhar na trilha sonora, Spielberg ficou empolgado com o motivo musical oferecido pelo compositor, já que o mesmo parecia bastante evocativo daquela parte do Texas. John Williams, dotado de rara sensibilidade trouxe o gaitista Toots Thielemans para executar o tema titulo. Por ocasião dos Cd’s com as trilhas sonoras compostas por John Williams para seus filmes, o cineasta Spielberg sempre fez questão de deixar suas impressões nos encartes dessas gravações, o que denota o profundo respeito que sempre imperou nessa relação. Por exemplo, quando do filme A Cor Púrpura em 1985, o próprio John Williams sugeriu a Spielberg para que convidasse o compositor Quincy Jones para produzir aquela trilha, por entender que ele teria condições de oferecer um trabalho musical de rara sensibilidade para o enredo. Da mesma forma, quando do filme PONTE DOS ESPIÕES em 2015, John Williams, por razões de saúde, já que tinha implantado um marca-passo, também não pôde se dedicar a produzir a trilha sonora. Desta maneira foi o próprio John Williams foi quem indicou o compositor Thomas Newman, conheceu em 1975. Foi justamente num dia em que John Williams estava gravando nos estúdios a trilha sonora para o filme Tubarão, eis que surge um garoto que se mostrava deslumbrado com aquela possibilidade de assistir John Williams regendo a orquestra de estúdio. O garoto era sobrinho de um grande amigo de Williams, o renomado chefe de estúdio musical Emil Newman e se chamava Thomas Newman. Esses laços afetivos são mais do que suficientes para justificar que a trilha sonora de PONTE DOS ESPIÕES estaria em boas mãos. Com essa responsabilidade Thomas Newman produziu uma trilha que sob certos aspectos lembra John Williams.

No vídeo temos na abertura de um concerto em Los Angeles, o cineasta Steve Spielberg prestando homenagem ao compositor John Williams, antes da sua apresentação regendo a Orquestra Sinfônica de Los Angeles.

Para ilustrar essa parceria que já dura 43 anos, nada melhor do que uma trilha profundamente marcante que foi a que John Williams compôs para o filme E.T. em 1983.