ANIVERSÁRIO DE DAVID NEWMAN

Publicado por admin em sab, 03/10/2018 - 19:17
Está aniversariando neste dia 11 de março o compositor David Newman, que nasceu em Los Angeles, a meca do cinema. A responsabilidade de carregar o sobrenome Newman, ainda mais em se tratando de um compositor de trilhas, isso representa um fardo enorme, uma cobrança incalculável e uma responsabilidade que não pode ser desprezada.

Está aniversariando neste dia 11 de março o compositor David Newman, que nasceu em Los Angeles, a meca do cinema. A responsabilidade de carregar o sobrenome Newman, ainda mais em se tratando de um compositor de trilhas, isso representa um fardo enorme, uma cobrança incalculável e uma responsabilidade que não pode ser desprezada. Ele é mais velho que o irmão Thomas, também foi dito que seria o menos talentoso. De qualquer forma, mesmo não querendo comparações e sabendo o quanto é difícil ser identificado como filho de Alfred Newman, parece que sua carreira a partir dos anos noventa começou a decolar, depois de vários ensaios.

David tinha nove anos quando passou a estudar violino. Quando estava na 12ª serie cismou de entrar para a orquestra da escola pública que estudava. Essa experiência permitiu que ele iniciasse uma trajetória tocando em várias orquestras e recebendo os primeiros cachês da sua trajetória de músico.

Quando em 1968 seu pai Alfred Newman ganhou um Oscar pela trilha sonora do musical CAMELOT, parece que essa experiência permitiu acender uma luz, mostrando um caminho que ele começaria a pavimentar a partir 1984 quando então compôs sua primeira trilha sonora para um curta metragem. Já no ano seguinte surgia o convite para compor a música do longa CRIATURAS, filme dirigido por Stephen Herek. Desta forma ele começou a se encantar com o cinema, visto que em 1987 ele chegou a compor seis trilhas sonoras, o que embalou de vez sua carreira de compositor de música no cinema. Nessa época, seu ídolo era o compositor Jerry Goldsmith, a quem tinha profunda admiração como figura humana, mas chegou a reconhece-lo como o maior compositor da era moderna do cinema. Um dos aspectos interessantes do caráter de David Newman está o fato de reconhecer quanto a necessidade de se estabelecer uma comunicação efetiva com o diretor. Se de um lado os diretores não falam a linguagem musical, de outra parte é importante identificar a linguagem do teatro e da literatura, visando perceber de que forma a história a ser contada na tela seria estruturada. David Newman reconhece que o ideal seria o compositor ter plena autonomia para realizar o seu trabalho, mas essa não é a regra vigente. Muitas vezes, um diretor se apega a uma trilha composta para um outro filme e deseja algo próximo daquilo. Quanto aos avanços da tecnologia David acha fascinante e se mostra com um grande entusiasta das bibliotecas orquestrais.

David Newman tem se apresentado frente a renomadas orquestras, cumprindo agenda de concertos não só nos Estados Unidos, como também Europa. Nos Estados Unidos já esteve a frente entre outras da Filarmônica de Nova Iorque, Filarmônica de Los Angeles, Sinfônica de São Francisco, Orquestra da Filadélfia entre outras.

Em seu acervo de composições de trilhas sonoras são mais de 100 filmes com as suas músicas e dentre os principais poderíamos destacar A GUERRA DOS ROSES, HOFFA- UM HOMEM E UMA LENDA, OS FLINTSTONES, SERENETY-A LUTA PELO AMANHÃ, JOGUE A MAMÃE DO TREM, PROFESSOR ALOPRADO, COMO PERDER UM HOMEM EM 10 DIAS entre outras. Já conquistou trezes prêmios e tem uma indicação ao Oscar com a trilha sonora de ANASTASIA.

Indiscutivelmente um de seus melhores trabalhos continua sendo a trilha sonora do filme de 1989 dirigido por Danny DeVito estrelado por Michael Douglas e Kathleen Turner A GUERRA DOS ROSES.