SETE HOMENS E UM DESTINO (1960)

Publicado por admin em seg, 10/02/2017 - 14:33
Trilha sonora do filme Sete Homens e Um Destino de Elmer Bernstein

SETE HOMENS E UM DESTINO trata-se de uma adaptação muito bem feita do clássico de Akira Kurosawa, OS SETE SAMURAIS. Os habitantes de uma pequena aldeia mexicana, cansados de serem saqueados pelo bando de Calvera, resolvem contratar sete pistoleiros para protegê-los. O grande especialista em western, John Sturges, mostra toda sua competência dirigindo um elenco de estrelas formado por Yul Brynner, James Coburn, Eli Wallach, Steve McQueen, Robert Vaughn e Charles Bronson. Este filme permitiu a Sergio Leone encontrar dois atores para os seus próximos filmes, Elli Wallach e Charles Bronson.

Completando e oferecendo o toque de mestre para esta produção, mais uma vez Elmer Bernstein mostrou um trabalho de grande esmero e competência.

Os metais sempre trabalharam de forma intensa quando se tratava do gênero western, mas com Elmer Bernstein a qualidade era mais refinada. Não restam dúvidas de que Max Steiner, Victor Young, Dimitri Tiomkin, Jerome Moross acrescentaram muito ao gênero western, porém Bernstein rompeu com certa mesmice e resolveu propor algo mais sinfônico. Nos inúmeros concertos que realizou até sua morte, o compositor viu muitas orquestras executarem de forma exuberante esse tema. No entanto, uma em particular, Orquestra Sinfônica de Phoenix, no Arizona, mereceu sua atenção e distinção. Quando essa orquestra resolveu gravar a trilha sonora completa do filme SETE HOMENS E UM DESTINO, Bernstein fez questão de acompanhar de perto a gravação. Ao final do trabalho, o próprio Bernstein vaticinou: ”Esta é a interpretação definitiva!” A comprovação do peso sinfônico do trabalho de Bernstein para SETE HOMENS E UM DESTINO, pode ser medido pela forma que cada música foi enquadrada, desde um “Allegro com fuoco” que é o tema principal, passando “Allegro vigoroso”, quando começa a perseguição, terminando com um novo “Allegro com fuoco”.

A música de Bernstein para SETE HOMENS E UM DESTINO, quando inicia o filme, é de uma beleza extraordinária em contraste com a magnífica fotografia de Charles Lang. A orquestra se manifesta toda com a chegada dos bandoleiros. Solos precisos de violão contrastam formando quase um sifoneta, na qual o violino lamenta a morte do camponês. Elmer Bernstein foi realmente extremo em sua inspiração!

A trilha sonora de SETE HOMENS E UM DESTINO rendeu a Bernstein mais uma indicação ao Oscar, além do tema ter sido executado por renomadas orquestras em todo o mundo.

Maduro, experiente e consagrado, o compositor experimentou com Martin Scorsese o dissabor de ter sua trilha recusada para o filme GANGUES DE NOVA IORQUE. Bernstein que anteriormente havia brindado o filme de Scorsese A IDADE DA INOCÊNCIA com um trabalho de grande refinamento merecendo indicações ao Óscar e Grammy.

Elmer Bernstein faleceu em sua casa em Ojai, Califôrnia, no dia 18 de Agosto de 2004. Com um acervo de 240 trilhas compostas para o cinema e televisão, o compositor deixou muita música de qualidade que continuará ecoando, seja nas salas de concerto ou ambientes refinados que saibam valorizar a importância da música no cinema.