MÚSICAS PARA CENAS DE SEDUÇÃO.

Publicado por admin em qui, 03/08/2018 - 03:44
Uma cena que pode perfeitamente ser  inserida como um dos mais belos momentos de sedução e êxtase oferecidos pela setima arte. Muito mais que  a nudez explicita, a cruzada de pernas, seguida da visão da própria pelugem da zona erógena da personagem, a plateia chega a ter a nítida sensação  que aquilo está acontecendo , ao vivo, e não propriamente haja a separação através da tela.

No  cinema a arte  de  sedução não pode ser vista  e muito menos  entendida apenas  e tão somente sobre o prisma da atração sexual. Há  outras seduções tão visíveis a partir  do aspecto de que o próprio espectador quando  entra   no cinema,  já  foi seduzido ou pelo tema, enredo ou até o próprio elenco do filme. O cinema tem mostrado algumas  situações vividas na tela  e que revelaram  a mais ostensiva sedução. O close, o plano americano e também o plano aproximado, definitivamente contribuíram para eliminar a distancia que separa o ator do espectador, diferente do caso do teatro. No cinema, um estremecer  de lábios ou uma piscada de olhos  são visíveis. São imagens que contribuem para um poder maior da sedução. No filme de Paul Verhoeven INSTINTO SELVAGEM, temos a sensualíssima cena da mais espetacular cruzada de pernas do cinema e que foi protagonizada por Sharon Stone. Uma cena que pode perfeitamente ser  inserida como um dos mais belos momentos de sedução e êxtase oferecidos pela setima arte. Muito mais que  a nudez explicita, a cruzada de pernas, seguida da visão da própria pelugem da zona erógena da personagem, a plateia chega a ter a nítida sensação  que aquilo está acontecendo , ao vivo, e não propriamente haja a separação através da tela. Qualquer outra tentativa que se venha a tentar em qualquer futura produção, automaticamente vai remeter a lembrança do espectador a esse instante do filme INSTINTO SELVAGEM. Por outro lado, a cena não teria o mesmo impacto, se não houvesse o proporcional reforço através da música. O tema composto por Jerry Goldsmith não só reforçou a cena, como criou um prefixo musical verdadeiramente sedutor.