O SOM DO OBOÉ NA TRILHA.

Publicado por admin em qui, 12/07/2017 - 08:30
Em A ESCOLHA DE SOPHIA, filme de Alan Pakula de 1982, com Meryl Streep e Kevin Kline. A trilha composta por Marvim Hamlisch não seria a mesma, sem a presença indispensável do oboé que contribui para oferecer um contorno soturno.

O oboé é o principal instrumento de sopro de madeira. O autêntico oboé tem sua origem do ano de 1660 na corte francesa.

O compositor Johann Sebastian Bach contribuiu de forma eloqüente para firmar definitivamente o instrumento. Nos filmes épicos temos uma presença rigorosamente indispensável do oboé, que do seu som cálido até a robustez, serve para oferecer consistência à narrativa cinematográfica.

Haendell, Albinoni e Vivaldi utilizaram o oboé em concertos para solistas e também os famosos Concerti Grossi.

Em A ESCOLHA DE SOPHIA, filme de Alan Pakula de 1982, com Meryl Streep e Kevin Kline. A trilha composta por Marvim Hamlisch não seria a mesma, sem a presença indispensável do oboé que contribui para oferecer um contorno soturno. O solo do oboé acentua o drama daquela mãe que se vê diante da terrível situação de optar por um dos filhos que vai sobreviver.