MUNDO INJUSTO

Publicado por admin em dom, 05/13/2018 - 10:44
O diretor grego Filippo Tsitos lançou em 2011 o seu filme MUNDO INJUSTO, onde ele aborda a figura de um investigador policial que mesmo sabendo que o mundo em que vive é profundamente injusto,  tenta ser o mais justo possível. Bem por isso, perdoa todo aquele pobre coitado que foi vítima de alguma injustiça. 

O diretor grego Filippo Tsitos lançou em 2011 o seu filme MUNDO INJUSTO, onde ele aborda a figura de um investigador policial que mesmo sabendo que o mundo em que vive é profundamente injusto,  tenta ser o mais justo possível. Bem por isso, perdoa todo aquele pobre coitado que foi vítima de alguma injustiça. 

Filippo Tsitos é um cineasta que se considera influenciado por Hitchcock, mas também por por Jim Jarmursch, mas também pelo francês Claude Sautet que sempre procurou reproduzir  em seus filmes que se por um lado não reproduz a realidade vivida, mas pelo menos aquela com a qual sonhamos. Foi assim que Tsitos construiu o personagem Sotiris, que de repente desmorona diante de uma situação insólita na sua vida. Ele mata um guarda corrupto simplesmente com o objetivo de salvar um pobre inocente que estava sendo acusado injustamente de um crime. A história ganha um contorno inesperado, quando surge uma faxineira que seria a única testemunha desse crime. O filme ganhou os quatro prêmios principais da Academia Helênica de Cinema da Grécia, melhor filme, diretor (Filippo Tsitos), melhor ator para Antonis Kafetzopoulos e melhor ator coadjuvante para Christos Stergioglou.

Uma trilha sonora pungente, como que a marcar o perfil do personagem principal do filme, Sotiris, música composta pelo holandês  Jose van der Schoot.