Aniversário de Gabriel Yared.

Publicado por admin em sab, 10/07/2017 - 11:21
Aniversário de Gabriel Yared neste dia 07 de Outubro.

Outubro de 1949. Yared sempre contou com o entusiasmo muito grande de seu pai, para que estudasse música. Teve lições particulares de piano, onde passou a desenvolver toda a sua habilidade e sensibilidade para a música. O curioso é que seu professor de música, não parecia acreditar na potencialidade do seu aluno Gabriel. Depois que perdeu o pai, Gabriel parece que se dedicou com mais afinco a música, particularmente com relação aos clássicos. Ele formou-se em direito pela Universidade de Beirute, mas passou a interessar-se pela música, vindo para o Brasil no começo da década de 70. Mudou-se posteriormente para a França em 1972, onde desenvolveu seus estudos na Ecole Normale de Musique du Paris. Entre 1973 até 1980 ele realizou vários arranjos e acompanhou inúmeros artistas de renome internacional.  Desenvolveu estudos de composição com Julien Palk e foi por intermédio do cineasta Michael Jonasz que teve a primeira oportunidade de compor para o cinema.

No dia 25 de novembro de 2001, Yared esteve no Brasil para um concerto no Rio de Janeiro. Foi um espetáculo memorável em que o compositor Gabriel Yared regeu a Orquestra Sinfônica da Petrobrás e propiciou duas horas e meia rigorosamente inesquecíveis para qualquer pessoa que tenha um mínimo de afinidade com a música no cinema. A vinda de Gabriel Yared ao Brasil foi patrocinada pelo Consulado do Líbano (nacionalidade do compositor), por ocasião da semana libanesa. Durante o espetáculo no municipal do Rio, depois de apresentar a sua primeira música, Yared fez questão de dirigir algumas palavras em português ao público presente. Expressou toda a sua emoção ao estar de volta ao Brasil, onde morou durante 1970 até 1972 e fez grandes amigos, dentre os quais Ellis Regina e Ivan Lins. Só para reavivar a memória de muita gente, Gabriel Yared foi o ganhador do Festival Internacional da Canção de 1972. Em suas breves palavras, Yared se expressou como um amante de nossa terra e de nossa música.

Gabriel Yared é um compositor extremamente compenetrado na sua tarefa de compor. A rigor não tem vida social, costuma dedicar um tempo para a família e quando está trabalhando em alguma partitura, entra com tudo. Foi como aconteceu por ocasião de TROYA, ele havia sido convidado pelo diretor Wolfgang Petersen,concluiu o seu trabalho e depois teve o dissabor de ser rejeitado pelos produtores, que acharam o seu trabalho Old Fashioned. James Horner, acabou sendo chamado para o seu lugar. O descontentamento de Yared foi tão grande que através de seu site, ele disponibilizou para os seus fãs, o trabalho de Troya que havia sido rejeitado.

Quando Gabriel Yared ficou conhecendo o cineasta Jean Jacques Benneix, surgiu o convite para que ele fizesse a trilha de BETTY BLUE. Esse trabalho foi extremamente envolvente, uma vez que Yared participou ativamente de todo o processo de filmagem. Ele conversava com os atores principais do filme ,Jean Hugles Anglade e Teatrice Dale, que forneciam subsídios para que Yared começasse a construir a idéia da trilha sonora. O sax e o piano, eram os dois instrumentos principais que alimentariam toda a estrutura musical da trilha. O trabalho consumiu basicamente um ano de trabalho e ao final valeu a pena, pela beleza singular dessa trilha sonora.

Um dos grandes desafios na carreira de Yared surgiu quando do filme CAMILE CLAUDEL, de Bruno Nyrten. O diretor estava nos Estados Unidos editando o filme e só então se deu conta de que a música que pretendia utilizar no filme, ainda não havia caído no domínio público, era uma obra de Benjamin Britten. A solução foi então requisitar Yared que trabalharia numa espécie de toque de caixa. Sim , pois ele teve exatamente 45 minutos para se inspirar e mostrar alguma coisa ao diretor do filme, dada a exigüidade de tempo Yared trabalhou sobre o tema de Britten e fez algumas improvisações. Pronto, foram aceitas as suas propostas musicais e a trilha ficou impecável.

Diferentemente de muitos compositores que se arvoram numa carreira com escala industrial, ou seja, compõe por atacado, pegam várias trilhas ao mesmo tempo, já com Yared a coisa não funciona assim. Gabriel Yared é meticuloso, detalhista, tranqüilo e gosta, sobretudo de trabalhar com tempo, justamente com objetivo de fazer pesquisa, estudar qual seria a melhor maneira da música ser inserida. Claro, que em determinadas circunstancias isso não é possível, já que o trabalho no cinema, sempre acontece com um olho no relógio e outro no calendário.

Gabriel Yared terminou de compor a trilha sonora do filme The Happy Prince que narra os últimos dias de vida do influente escritor, poeta e dramaturgo irlandês Oscar Wilde. O filme tem a direção de Ruppert Everett que também interpreta Oscar Wilde, ainda no elenco as presenças de Colin Firth, Emily Watson e Miranda Richardson. Podemos ter a certeza de que a música de Yared vai valorizar cada cena desta produção.

No dia do seu aniversário o Rádio Cinemúsica deseja para este notável compositor Gabriel Yared:

Cheers!Felicitations!  Felicidades!Felicità!Felicitaciones!