PAT GARRETT & BILLY THE KID (1973)

Publicado por admin em seg, 10/02/2017 - 17:31
Trilha sonora original do filme Pat Garret & Billy The Kid composta por Bob Dylan

O cinema tem sido pródigo, ao contar a história de personagens que se tornaram lendários através dos tempos. É o caso, por exemplo, do xerife Pat Garrett que se tornou famoso depois de prender um dos bandidos mais procurados do oeste americano, Billy The Kid. O filme PAT GARRETT & BILLY THE KID, de 1973, foi dirigido por Sam Peckinpah, considerado como um dos maiores especialistas na época em filmes violentos. No papel de Pat Garret de forma soberba o consagrado James Coburn que vinha de um grande sucesso no western dirigido por Sergio Leone, QUANDO EXPLODE A VINGANÇA (1971). Interpretando o bandido Billy The Kid, o ator Kris Kristofferson, que tinha sua primeira oportunidade num filme de ponta. No entanto, a produção foi recebida com a mais profunda indiferença pela crítica e também pelo público, o filme, naquela época, não agradou.

Os prêmios para os quais o filme foi lembrado foram para a música composta por Bob Dylan, indicado ao Bafta da Inglaterra e também ao Grammy. Antes desse trabalho, Dylan havia feito uma trilha sonora para um filme de western de uma série televisiva “The Wednesday Play”, de 1965. Bob Dylan também atua no filme de Peskinpah, fazendo o papel de um dos comparsas de Billy The Kid. O mais interessante, na estruturação dessa trilha sonora por parte de Bob Dylan, é que ele simplesmente deu vazão ao seu estilo musical que havia sido consagrado pelo público na década de 1960. A exemplo dos clássicos do western americano, que sistematicamente se utilizavam de canções como suporte para a trilha sonora, em PAT GARRET & BILLY THE KID, Bob Dylan fez aquilo que mais sabia fazer, canções. O personagem Billy The Kid é contemplado com três canções rigorosamente distintas que temperam as cenas de sua aparição em cena. Na trilha sonora do filme encontramos aquela canção que viria se transformar na mais famosa de toda a trajetória de Bob Dylan, “Knockin’ on Heaven’s Door”. Mas o sucesso da música se deveu menos a trilha sonora do filme, e muito mais à repercussão posterior com a regravação da banda Guns N’ Roses. A canção de Bob Dylan chegou a frequentar as paradas de sucesso em todo o mundo. A canção “Knockin’ on Heaven’s Door” apareceu em várias trilhas sonoras de outras produções cinematográficas como RUSH- UMA VIAGEM AO INFERNO (1991), DIAS DE TROVÃO (1990) e muitas outras produções feitas para a televisão.

O que mais chama a atenção, no trabalho profundamente inovador de Bob Dylan na trilha de PAT GARRETT AND THE BILLY THE KID, foi o rompimento de um padrão até então vigente no cinema americano para o estilo que deveria imperar nas trilhas sonoras de western, desde os áureos tempos de John Ford, passando por Robert Aldrich, George Stevens, John Sturges e tantos outros.

Com a trilha sonora de Bob Dylan, tivemos um encontro do cinema com a própria raiz musical americana num misto de rock-country. Depois de Dylan, o único compositor americano que dentro do gênero western ousou utilizar um misto de country-rock-folk foi o compositor Ry Cooder por ocasião do filme de Walter Hill, GERONIMO (1993).