FAKE DO DUELO DE BANJOS

Publicado por admin em sex, 01/18/2019 - 10:09
Está completando 86 anos neste dia 18 de janeiro, o cineasta inglês John Boorman. Com uma filmografia respeitável com grandes sucessos como EXCALIBUR, ESPERANÇA E GLÓRIA, o controvertido e polêmico AMARGO PESADELO e muitos outros sucessos que renderam mais de 20 prêmios importantes, alem de 5 indicações ao Oscar.

Está completando 86 anos neste dia 18 de janeiro, o cineasta inglês John Boorman. Com uma filmografia respeitável com grandes sucessos como EXCALIBUR, ESPERANÇA E GLÓRIA, o controvertido e polêmico AMARGO PESADELO e muitos outros sucessos que renderam mais de 20 prêmios importantes, alem de 5 indicações ao Oscar. No ano passado, mesmo depois de 46 anos o filme AMARGO PESADELO, acabou rendendo uma “FAKE NEWS”, envolvendo uma das emblemáticas cenas que foi aquela do duelo de banjos. A “FAKE NEWS”dando conta do garoto autista que aparece no filme e que seria tocador de banjo, sendo descoberto ao acaso, em pleno posto de gasolina, quando a equipe se dirigia para o local das filmagens. Nada disso, a cena do duelo de banjos, a rigor, foi a primeira a ser rodada e o garoto autista, na realidade era o ator americano Billy Redden, que mais tarde faria uma ponta no filme PEIXE GRANDE de Tim Burton. Como o personagem Lonnin (Billy Redden)  tocador de banjo está sentado, quase ninguém percebe que na realidade não era ele que estava tocando, mas sim um solista de banjo, que colocou seus braços envolvendo o corpo do garoto e dando a nítida impressão de que era o próprio que estaria promovendo o solo.  Os músicos responsáveis pelos solos de banjo foram Eric Weissberg e Steve Mandel. A música Dueling Banjos foi composta por Arthur Smith em 1955. A música rendeu um Grammy de Ouro pela trilha sonora de AMARGO PESADELO, sendo que o fato curioso é que o disco de ouro acabou sendo roubado da residência do diretor John Boorman. Tal fato parece enredo de filme, bem por isso essa referência aparece mais tarde em 1998, por ocasião do filme O GENERAL de John Boorman.